Escrito por Tendenzias

Saiba o que é o gás Clorofluorcarbono

Além dos três gases mencionados nos post anteriores, há também de se considerar o impacto dos halocarbonos na mudança do clima. Eles formam uma família de gases cujo aumento de sua concentração na atmosfera deve-se, principalmente, a atividades humanas.

Os principais halocarbonos são os clorofluorcarbonos (CFCs), gases inventados e fabricados pelo homem, que contribuem com 12% do efeito estufa. Antes de se constatar que sua presença na atmosfera provocava a destruição da camada de ozônio, ele era utilizado na produção de geladeiras,sprays, e outros processos industriais.

O problema foi amplamente debatido nas últimas décadas e a concentração dos CFCs está diminuindo consideravelmente como resultado de regulamentações internacionais voltadas para a proteção da camada de ozônio.

O acordo internacional mais conhecido para reduzir as emissões de CFCs é oProtocolo de Montreal, que foi aberto para adesões a partir de 16 de setembro de 1987 e entrou em vigor em 1° de janeiro de 1989. Seu objetivo é eliminar o uso do gás até 2010. Em comemoração, a ONU declarou a data de 16 de setembro como o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio.

Ainda assim, como vimos, os CFCs são responsáveis por 12% do efeito estufa. Essa participação relativamente alta para o aquecimento global acontece por duas razões: a primeira é que, embora não se fabriquem mais refrigeradores com esse tipo de gás, ainda há um número grande de geladeiras antigas e outros equipamentos (como aparelhos de ar-condicionado) antigos em atividade – ou seja, o processo de substituição não se completou. Não podemos esquecer, tampouco, que a própria destruição dos aparelhos antigos gera a liberação do gás.

Além disso, os CFCs vêm sendo substituídos pelo hidroclorofluorcabonos (HCFCs) e hidrofluorcarbonos (HFCs), também halocarbonos produzidos pelo ser humano. Os HFCs não são controlados pelo Protocolo de Montreal, porque não destroem a camada de ozônio.

Fonte: http://www.mudancasclimaticas.andi.org.br

Leia nossas novidades em http://energiarenovaveis.net/

Lo más interesante
Top 6
artículos
Síguenos